Este artigo foi publicado na coluna: “Seja bem-vindo”, na edição de setembro de 2004.

O evangelista e professor Owen Olbricht escreveu o livro, Deus é a audiência. Ele afirma, com razão, que quando percebermos que somos os atores na vida, no serviço e na adoração, e que Deus é a audiência que nos observa fazendo tudo, essa verdade fará muita diferença como fazemos as coisas. Qual diferença fará?

#1. Pararemos de fazer desculpas e inventar justificativas para nossos erros. “Contra ti, só contra ti, pequei e fiz o que tu reprovas” (Salmo 51.4, NVI).

#2. Seremos mais consistentes em nosso comportamento e em nossos esforços de ser como Cristo. Deus nos resgata “para o servirmos sem medo, em santidade e justiça diante dele todos os nossos dias” (Lucas 1.74-75).

#3. Seremos mais confiantes em nossa fé e mais corajosos para proclamar as boas novas de Cristo. No final da Grande Comissão, Jesus disse: “E eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos” (Mateus 28.20b).

#4. Evitaremos a pensar que ninguém verá ou ficará sabendo se nos entregarmos às tentações. “O Senhor vê os caminhos do homem e examina todos os seus passos” (Provérbios 5.21).

#5. Perceberemos o poder disponível a nós para exercer auto-controle e disciplina na vida. “Cada um saiba controlar o próprio corpo de maneira santa e honrosa, não com a paixão de desejo desenfreado como os pagãos que desconhecem a Deus” (1 Tessalonicenses 4.4-5).

#6. Teremos alegria que o Deus que tudo vê acertará todas as contas no último dia. “Nada, em toda a criação, está oculto aos olhos de Deus. Tudo está descoberto e exposto diante dos olhos daquele a quem havemos de prestar contas” (Hebreus 4.13).

#7. Adoraremos com mais zelo e fervor sabendo que o Senhor olha de perto nossos atos e atitudes de louvor. “Pois onde se reunirem dois ou três em meu nome, ali eu estou no meio deles” (Mateus 18.20).

#8. Não perderemos nenhuma oportunidade de servir ao nosso próximo, por mais humilde, por mais “repugnante” que seja. “O que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram” (Mateus 25.40).

#9. Acordaremos a cada dia com o conhecimento da presença de Deus e dispostos para tudo, prontos para aguentar qualquer dificuldade. “Deus mesmo disse: ‘Nunca o deixarei, nunca o abandonarei’. Podemos, pois, dizer com confiança: ‘O Senhor é o meu ajudador, não temerei. O que me podem fazer os homens?’” (Hebreus 13.5-6).

#10. Dormiremos tranquilos, sem medo, sem pavores, sabendo que há quem não dorme. “Eu me deito e durmo, e torno a acordar, porque é o Senhor que me sustém” (Salmo 3.5)


Veja esta página para assinar a revista Edificação.